AS VELAS NO ESPIRITISMO

AS VELAS NO ESPIRITISMO

        As velas no Espiritismo não têm nenhum significado doutrinário. Nas reuniões espíritas não se utiliza velas de nenhuma cor ou qualquer outro objeto de queima como defumadores ou incensos. 

        Essas práticas rituais são comumente empregadas nas religiões espiritualistas de matriz africana ou indígena como a umbanda, o candomblé, o Vale do amanhecer, a Jurema… Que embora respeitáveis, nada têm a ver com o Espiritismo.

       A Doutrina Espírita tambem não emprega imagens, colares, cristais, charutos, amuletos, banhos, sal, mantras, benzimentos, pontos riscados, roupas exóticas e nem impõe vestimentas de determinadas cores. Não cobra pelas orientações e tratamentos espirituais. É uma doutrina desprovida de rituais e objetos sagrados.   

     Nossas forças mentais, nossas orações não necessitam de objetos materiais para atuar em beneficio de outrem, nem para atrair a presença dos bons espíritos. Objetos materiais como velas e imagens são apenas muletas utilizadas por quem ainda não se libertou dos condicionamentos adquiridos em múltiplas existências, dentro das religiões tradicionais. Espiritismo é libertação!

     Vejamos o que diz o livro dos Espíritos na questão 554, quando Kardec pergunta aos Espíritos superiores sobre os talismãs:

Pergunta – “Aquele que, errado ou certo, tem confiança no que chama virtude de um talismã, não pode por essa confiança mesma atrair um espírito, porque, então, é o pensamento que age? O talismã não é senão um sinal que ajuda a dirigir o pensamento?”

Resposta – “É verdade, mas a natureza do Espírito atraído depende da pureza da intenção e da elevação dos sentimentos. Ora, é raro que aquele que é tão simples para crer na virtude de um talismã não tenha objetivo mais material que moral. Em todos os casos isso anuncia uma baixeza e uma fraqueza de ideias, que o expõe aos Espíritos imperfeitos e zombeteiros.”

     

      O mesmo se aplica ao uso de velas, salvo quando falta energia elétrica, nesse caso elas são imprescindíveis.  

 Jefferson Moura de Lemos

Anúncios
Esse post foi publicado em Práticas exteriores e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para AS VELAS NO ESPIRITISMO

  1. NADIR DE Araújo Lopes disse:

    Irmão Boa noite, queria saber se os Srs falam com pessoas desencarnados, pois necessito muito saber de meu irmão que se foi assassinado, mas já se passaram 33 anos e não aceito,, éramos Almas gêmeas. Recentemente tentei me suicidar duas vezes, é da maneira como fiz as duas x não tinha como não morrer.foge ao alcance de QUALQUER explicação científica. Queria saber o que houve, quem me livrou da morte certa por duas x.Espero que possam me responder, é desde já agradeçoenvio uma foto minha com ele. Peço a Deus que os ilumine para esta tarefa.

    • jeflemos disse:

      Caríssima Nadir Desculpe-me pela demora em responde o seu comentário.
      O nosso blog é apenas um instrumento de divulgação e estudo do Espiritismo, não trabalhamos com consulta a distância. O seu caso necessita de um atendimento presencial numa instituição espírita, aqui no blog temos uma página chamada “Federações Espíritas no Brasil” (no topo da página) com links para os sites dessas federativas, onde a irmã poderá se inteirar de uma instituição filiada que esteja nas proximidades da região onde mora e assim, conseguir um auxílio mais eficaz.
      O que podemos lhe aconselhar é que procure desapegar-se do ente querido desencarnado, não no sentido de esquecer o irmão que tanto ama mais, de deixa-lo seguir o seu caminho, pois o excesso de apego repercute também nele, desequilibrando-o e não permitindo que você e ele encontrem a paz necessária para seguirem suas vidas e serem felizes. Quem a livrou de tirar a própria vida nós não podemos saber, pois como dissemos não fazemos consultas, todavia, temos certeza que espíritos amigos e seu anjo da guarda estão trabalhando por você em nome de Deus, porém é preciso que você, querida irmã, também lhes auxilie na tarefa, por meio da oração e da fé no Todo Poderoso.

      Infelizmente as fotos não chegaram até nós, entretanto, oraremos por você e por seu irmão, porque Deus que tudo vê e tudo sabe, direcionará para ambos a ajuda e os fluidos adequados as suas necessidades.

      A leitura do novo Testamento ou do Evangelho Segundo o Espiritismo lhe dará a fortaleza necessária para o reequilíbrio e a procura de um Centro Espírita que possa lhe dar as respostas que procura.
      Confie em Deus e no seu amor infinito, um grande e forte abraço!

  2. Carolina Carvalho Álvares disse:

    Bom dia!!

    Gostaria demais de saber a cerca do uso das velas, banhos de ervas e de sal grosso que são recomendados no espiritismo, estou muito aflita, por favor me ajude, esclarecendo tais rituais.
    VOU EXPLICAR O MOTIVO DE MINHA AFLIÇÃO:
    Meu marido frequenta um centro espírita e lá tem uma senhora que tem 81 anos que é trabalhadora do mesmo, porém ela também faz reuniões paralelas aos sábados em sua própria casa, com vários frequentadores do centro espírita mensionado e, no último sábado ele levou algumas velas pra lá e voltou com umas garrafas pet cheias de banhos de folhas ( parecem ervas) para se jogar na última água do banho, também passaram sal grosso pra ele fazer a mesma coisa…CONCLUSÃO: desde este dia (sábado) ele ficou MUITOOO AGONIADO, INQUIETO, ASSUSTADO E COM MUITOOO MEDO, alem de tudo isto, MUITOOO NERVOSO COMIGO E DENTRO DE CASA…Por favor meu querido, me ajude com seus conhecimentos, assim como esclarecimentos, pois depois deste dia ficou tudo muito conturbado aqui na minha casa e eu estou muito triste e angustiada…Desculpe o desabafo, sei que o senhor irá me entender e consequentemente me tirar todas essas dúvidas que pairam em mim…desde já o agradeço de todo meu coração e fico no aguardo de sua tão esperada resposta…MEU MUITÍSSIMO OBRIGADA.

    • jeflemos disse:

      Olá Carolina, desculpe-me pela demora em respondê-la. No nosso artigo esclarecemos que nas reuniões espíritas não utilizamos velas e também não empregamos nem recomendamos banhos de ervas ou sal grosso. Talvez a irmã não tenha lido o conteúdo integral do texto, nele deixamos claro que essas práticas não fazem parte da Doutrina Espírita, pois o Espiritismo é desprovido de rituais, objetos sagrados e superstições.

      Todavia, não ignoramos que existem diversas instituições que são o resultado de um sincretismo e apesar de utilizarem em sua fachada a placa de Centro Espírita, suas atividades e doutrinas divergem da forma como o Espiritismo é praticado em suas casas de oração.

      Desse modo, o esposo da irmã provavelmente está frequentando uma casa sincrética, cujo espiritualismo é confundido com Espiritismo. Assim sendo, não temos como avaliar a forma de trabalho dessa instituição, todavia seria proveitoso se ambos estudassem as obras de Allan Kardec, o codificador do Espiritismo, verificando que os postulados espíritas contidos nos livros Kardequianos não endossam tais práticas. No nosso blog existem vários links para esses livros em pdf.

      Um grande e forte abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s