O QUINTO DIA

O QUINTO DIA

 

          “Deus disse: “Pululem as águas de uma multidão de seres vivos, e voem aves sôbre a terra, debaixo do firmamento dos céus.” – Deus criou os monstros marinhos e toda a multidão de seres vivos que enchem as águas, segundo a sua espécie. – E Deus viu que isto era bom. – E Deus os abençoou: “frutificai, disse ele, e multiplicai-vos, e enchei as águas do mar, e que as aves se multipliquem sobre a terra”. – Sobreveio a tarde e depois a manhã: foi o quinto dia.”

 Gênesis 1: 20 – 23      

 

           Como já vimos, nos comentários anteriores, as águas eram para os antigos hebreus, o elemento gerador, o principio originador ou a matéria primordial da criação. No texto, vemos surgirem das águas os seres aquáticos o que a primeira vista esta em concordância com a ciência que coloca o surgimento da vida nos primeiros seres unicelulares que habitavam os mares. O problema é a instantaneidade, isto é, o surgimento dos seres marinhos de maneira imediata e já com suas espécies definidas.

          A ciência contrariando o texto descobriu que essas criaturas marinhas se diversificaram por adaptação e mutações genéticas diferenciando-se de seus ancestrais mais simples e formando novas espécies. Os fósseis de peixes pré-históricos são uma comprovação disso. Ainda hoje é possível presenciar o surgimento de novas espécies a partir de uma espécie ancestral. 

          O tempo, determinado através de diferentes técnicas de datações, somado com o estudo do meio ambiente em que foram encontrados os fósseis e algumas vezes incluindo vestígios alimentares encontrados em alguns espécimes pré-históricos relativamente conservados; demonstrou um período evolutivo de milhões de anos.         

         As aves, segundo o texto, tambem surgiram da terra instantaneamente, porém já se sabe que as aves surgiram a partir de ancestrais répteis pré-históricos o que aparentemente o texto original não nega, pois as palavras (שֶׁרֶץ) “shéretz” e (יְעוֹפֵף וְעוֹף) “v‘of i’ofef” significam respectivamente, animais que rastejam, de pequeno porte, peixes e seres alados.

        Todavia, esses seres com asas podem incluir uma quantidade enorme de seres alados, acredita-se que hoje mais de ¾ dos animais terrestres podem voar. Na pré-história isso incluiria tambem os pterossauros que os registros fósseis colocam a sua existência a 230 milhões de anos, e pesavam 200 quilos, foram os primeiros vertebrados que desenvolveram a capacidade de bater as asas; Em sua época já haviam insetos voadores. O que desmantela totalmente as criações imediatas.

        Entretanto para os homens da antiguidade, que não poderiam conceber os processos de seleção natural e as transformações genéticas; não havia outra explicação senão crer numa criação instantânea.

 

         A verdade é que Deus criou e desenvolveu os seres por meio da evolução através de milhões de anos!

 

 

 

 

Jefferson Moura de Lemos

 

Esse post foi publicado em 6 - O Quinto dia e marcado , , , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s