LEVANTAR PARA FAZER A PRECE

 

 

LEVANTAR PARA FAZER A PRECE

 

 

         Algumas casas espíritas, dirigidas por alguém que ainda não esqueceu o ritualismo das religiões tradicionais, costumam recomendar que as pessoas se levantem nos momentos de preces.

         Sob a visão espírita, é um equívoco.

         A eficácia da prece não se mede pela posição física de quem a está proferindo nem pelo local. O fato de alguém estar de pé não o qualifica perante Deus, nem junto a qualquer entidade espiritual. Só atende a formalidade e rituais estabelecidos por religiões.

         O que importa é a sinceridade, a honestidade e a sintonia de quem a está proferindo.

         Não interessa se a pessoa está de joelhos, sentada, de cócoras, em pé ou deitada. Não vamos exagerar, aqui, em citar que até “plantando bananeiras” a pessoa pode fazer uma prece, porque a posição é sem dúvida alguma, desconfortável, e o momento da prece requer uma certa posição cômoda, tranqüila e a menos tensa possível. Porém, se alguém conseguir relaxar nessa posição, não há nada contra.

         Prece é sinceridade e não formalidade.

 

Extraído da revista “Visão Espírita”

Ano 2 – número 14 – página 27  

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Equívocos Doutrinários e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para LEVANTAR PARA FAZER A PRECE

  1. Bruno disse:

    Concordo com tudo que vocês disse, porem quando nos encontramos em um grupo e alguem tem chance de fazer a prece, pedimos para que se levante, por que com certeza todos irão querer escutar a oração. As vezes pedimo que se sente ou fique de pé tanto faz, na frente do grupo para que todos naquele momento tão iluminado, possam prestar atenção, quando não vemos quem está falando sempre ficamos procurando quem é, o que desvia a atenção da oraçao proferida, “Jesus dizia que ao orar deviamos nos recholher, e orar ao vosso Pai em secreto”. O que quer dizer que procuremos qualquer lugar mais calmo para que não haja interferencia, (caso seja com grupo, ou que oremos juntos compreendendo todos o que está sendo dito, para que não venhamos a dar mais importancia a palavra do que ao coração), ou que se silencie prestando atenção a oração.
    Um grande Abraço.

    • jeflemos disse:

      Olá Bruno, foi importante seu esclarecimento, pois no caso citado por você é perfeitamente compreensível e muitas vezes necessário que a pessoa que irá proferir a prece se destaque numa multidão.
      A questão levantada pelo artigo, extraído da revista Visão Espírita, esta relacionado ao ato ritual, onde todos os componentes de um grupo ou de um auditório em um Centro Espirita terem que levantar-se ritualisticamente sempre que se for proferir uma prece.
      Esse tipo de ritual do senta-levanta é geralmente empregado nas igrejas católicas, que sabemos é uma religião altamente ritualista. Nada contra os nossos irmãos católicos, apenas não podemos transportar para o espiritismo práticas alheias e, como observamos no artigo, totalmente dispensáveis.

      Um abraço amigo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s